Atividades Complementares

O que são atividades complementares?

São atividades referentes a habilidades, conhecimentos, competências e atitudes adquiridas fora do ambiente escolar que visam ao enriquecimento do aluno, alargando o seu currículo com experiências e vivências acadêmicas internas ou externas ao curso. Embora não façam parte das disciplinas que os alunos devem cursar, são consideradas diretamente pertinentes à sua formação, tais como atividades de extensão, pesquisa, iniciação à docência, participação em eventos, publicações e vivência profissional complementar.

Todo aluno matriculado deve realizar as atividades complementares, sob pena de não conseguir colar grau ao final do curso.

Cada curso tem suas próprias requisições quanto às horas de atividades complementares que devem ser realizadas.

São consideradas atividades complementares

• Participação em atividades de iniciação à docência e pesquisa, como monitoria, pesquisas e projetos institucionais, grupos de estudo ou pesquisa sob supervisão de professores.

• Assistência de congressos, seminários, conferências, palestras, defesas de dissertação de mestrado e tese de doutorado; e eventos: mostras, exposições complementares à formação.

• Publicação de artigos, realização de monografias (não curriculares), apresentação de trabalhos em eventos científicos e participação com trabalhos em concursos, exposições e mostras.

• Atividades de vivência profissional complementar, como realização de estágios não curriculares, participação em projetos sociais e participação em oficinas de leitura sob supervisão de professor.

• Cursos de Línguas.

• Atividades de extensão, como um exemplo, são os programas de extensão da Instituição: CIDADANIA E RESPONSABILIDADE, ESM/FAMA SOLIDARIA, ESM/FAMA MAIS CULTURA: FORRÓDOS FAMOSOS.

• Outras atividades expressamente pé-autorizadas pela Coordenação de Curso.

Não são consideradas atividades complementares:

• Cursos de competências sem vinculação direta com a formação do curso.

• Palestras e seminários com tema que não se enquadrem no conteúdo programático das disciplinas do curso.

• Vivência profissional não complementar.

• Palestras e seminários sem ligação direta com a formação desejada.

Estágio Supervisionado e as atividades dele decorrentes são consideradas carga horária curricular, portanto, não podem ser computados como atividade complementar.

Não podem ser realizadas um único tipo de atividade. As atividades são classificadas em categorias e para cada categoria há um limite máximo de horas que podem ser computadas.

O critério de atribuição padrão é o tempo efetivamente despendido pelo aluno para a realização da atividade.  Quando não houver descrição do número de horas no requerimento de autorização nem na comprovação da realização da atividade, a Coordenação de Atividades Complementares fixará por estimativa. Algumas atividades institucionais já têm número de horas pré-fixado, assim como certas atividades pré-autorizadas pela Coordenação de Atividades Complementares.

Para o cômputo das horas de atividades complementares, o procedimento padrão pode variar, dependendo do tipo de atividade.  A primeira é um pedido prévio de autorização para a realização da atividade.  A segunda etapa é a posterior comprovação de realização da atividade ou através da apresentação de um relatório.

• Participação em monitoria, pesquisas e projetos institucionais ou integrados, grupos de estudo ou pesquisa supervisionados: Relatório subscrito pelo Professor Orientador, com atribuição de carga horária.

• Assistência de congressos, seminários, conferências, palestras, eventos culturais complementares à formação, mostras, exposições e defesas de TCC, dissertação de mestrado e tese de doutorado: Certificado de presença (com atribuição de carga horária).

• Publicação de artigo, livro ou capítulo de livro, realização de monografias não curriculares, apresentação de trabalhos em eventos científicos, participação em concursos, exposições e mostras ou produção técnica em multimídia: comprovação do artigo publicado, da monografia produzida, do produto desenvolvido ou trabalho apresentado.

• Realização de estágios não curriculares: relatório do aluno e atestado de realização (com atribuição de carga horária).

• Cursos extracurriculares e disciplinas cursadas em programas de extensão: certificado de realização (com atribuição de carga horária).

A comprovação, normalmente através de relatório e atestado de realização (com atribuição de carga horária), deve ser apresentada após o término da atividade, ou no final de cada semestre.

Devem ser anexados ao relatório os documentos comprobatórios da realização da atividade, conforme exigido pelo regulamento para cada tipo de atividade, como por exemplo, o certificado de presença em congresso ou seminário, o atestado de realização de estágio, etc.

O FORMULÁRIO PARA COMPROVAÇÃO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES ENCONTRA-SE NA SECRETARIA.